Naclara/ junho 14, 2018/ Treino, Tutoriais/ 0 comments

O brace se tornou uma das posições-chave do derby atual. Neste post traduzido do blog da Prime, original em inglês, ela explica como se tornar um brace melhor.

 

CONSTRUA SUA BASE | Seja um brace melhor

A primeira vez que alguém me disse que não era tarefa do brace PARAR A WALL, eu senti que eu precisava de uma compressa gelada e um sofá para me deitar.

Quando completaram falando que o brace na verdade é só alguém para seguir na wall, eu tenho total certeza que meu cérebro explodiu.

Muito frequentemente no roller derby, nós nos apoiamos no brace para ser a chefe da wall.

Isso faz sentido, por um lado, que nós nos tenhamos tornado isso padrão. Afinal de contas, quem mais pode ver o que está acontecendo atrás das bundas?

Por outro lado, colocar toda a pressão de parar a jammer na pessoa que nem mesmo está tocando a tal jammer parece ser… irrealista.

Certo?

Então, o que o brace REALMENTE faz? E como podemos aprender a ser um melhor?

Porque, vamos encarar isso, a wall com brace não vai embora tão cedo.

 

1. Ficar na frente da demônia da jammer.

Em vários times de nível mais baixo, há MUITOS problemas que seriam facilmente resolvidos simplesmente seguindo essa única regra de bracing: fique na frente da jammer, cacete.

Eu constantemente penso que eu estou fazendo um ótimo trabalho nisso e então saem as fotos do jogo. Acaba que, em vez disso, eu estou geralmente me preocupando sobre algo que não é meu trabalho.

Priorize esta coisa. É o melhor que o brace pode fazer. E um brace tem que ser apto a fazer isso para verdadeiramente ser um brace efetivo.

Você provavelmente não está tocando a jammer. Você pode até mesmo nem estar a menos de 1,5 metros da jammer. Mas você tem que espelhar a posição dela na pista.

Se ela for para dentro, VÁ PARA DENTRO.

Se ela for para fora, VÁ PARA FORA.

Se ela estiver empenhada em intimidar sua wall se enfiando entre as bundas, ENTÃO ESTEJA LÁ.

Você é o Sting.

“Todo respiro que você der, todo movimento que você fizer, cada laço que você quebrar, cada passo que você der, eu estarei observando você.”

Ou  Hannah Jennings.

[Filmagem via Rose City Rollers]

A importância disso está em duas coisas: (1) sua posição na frente da jammer permite que você bloqueie efetivamente se a ela passar pela primeira linha de defesa e (2) funciona como uma comunicação não-verbal para suas bundas sobre onde a jammer está.

O que leva ao ponto 2…

 

2. Esteja no comando…

Você é o olho da wall. Sério.

Todas as outras blockers daquele lugar estão provavelmente se apoiando em relances de uma certa cor de camisa pelo canto de suas visões periféricas. Ou um capacete com um esquema de cor oposto passar para então prestar atenção.

Mas VOCÊ, meu querido brace, está olhando diretamente para dentro da alma da jammer.

A direção primária para a wall deve vir de você. Comunique-se claramente com sua wall  — tanto verbal quanto não-verbalmente — para que elas saibam:

  1. Onde a jammer está
  2. Quando frear
  3. Quando acelerar
  4. Onde/como posicionar seus corpos

As bundas na sua wall estão trabalhando e são mais propensas a ir pelo instinto. Uma fala rápida como “abaixa o quadril” ou “plow, plow, plow” pode fazê-las mais efetivas enquanto bloqueiam.

Como brace, você também vai descobrir que tem um campo de visão mais amplo que as blockers ativas e pode ver mudanças e ataques vindo antes que cheguem em vocês.

Expanda sua visão, preste atenção e comunique isso com sua wall.

 

3. …mas não muito.

Enquanto sua comunicação é uma grande chave para fornecer informação para as bundas da sua wall, suas mãos empurrando e seus toe stops extremamente afoitos podem não ser.

NÃO É SEU TRABALHO PARAR A JAMMER.

É seu trabalho fornecer o apoio que sua wall precisa enquanto ELAS param a jammer.

O que você ACHA que a wall precisa não é realmente relevante. Aprenda sobre suas outras blockers. Saiba como elas preferem ser apoiadas. Preste atenção às dicas físicas que elas te dão.

Esteja pronta para ajudá-las. Do jeito que ELAS precisam.

Mude seu pensamento de “Como posso parar a jammer?” para “Como posso ajudar minha wall a ser mais bem sucedida?”.

Nós todas temos nossas próprias idiossincrasias esquisitas como brace que ferram totalmente a wall com a qual estamos trabalhando. Descubra qual a sua. Pergunte à sua wall como você pode ajudá-las. Então escute. E faça.

 

4. Saiba quando virar uma bunda.

A habilidade mais subestimada de qualquer bom brace é que elas sabem quando não ser mais um brace.

A jammer passou da wall e está tocando seu corpo? PARABÉNS! Você não é mais um brace. Torne-se uma bunda e reze para que os deuses do derby enviem alguém para ser um brace para você.

A não ser que você seja a Bicepsual. Então você resolve.

OBS PENSE DERBY: QUE DEUSA

Nota: não há uma wall para trabalhar aqui, em todo caso. [via Rage’s Roller Derby Clips]

A jammer escapou do pack? PARABÉNS! Você não é mais um brace. Vá fazer um ataque rápido, e então se arrume para ser brace ou bunda de novo.

Você está sozinha? PARABÉNS! Você não é mais um brace. Ache uma colega de time e faça algo útil. (Ou bloqueie sozinha pleníssima a jammer)

Você é melhor como uma bunda que como brace? UMA PENA. Jogue na posição que você for designada e melhore nela.

Braces são a assistência administrativa final.

Filtre informação e forneça somente o mais importante para sua wall. Aja como suporte para obrigações extras que possam surgir. Leia as necessidades da wall e reaja antes que elas peçam.

E talvez pegue um café para elas depois.

 

 

Share

About Naclara

Naclara joga roller derby desde 2012 e atualmente é diretora de Treinamento e atleta nas Sugar Loathe do Rio de Janeiro. Desde 2015 é atleta da Seleção Brasileira de Roller Derby, tendo jogado na Copa do Mundo de 2018.

Leave a Comment