Naclara/ setembro 10, 2015/ Inspiração/ 12 comments

Quantas vezes na vida você já se prometeu começar algo que tem vontade, mas no fim essa coisa foi parar no fim da sua lista de prioridades, atrás de “ver a poeira acumular em cima do computador”?

Uma das coisas mais difíceis da vida é começar algo novo, do zero. Mesmo que trezentas pessoas tenham feito isso antes, nunca se torna mais fácil a cada nova pessoa que tenta. E isso serve pra qualquer situação: fazer a primeira postagem no blog, começar a se exercitar ou até mesmo começar um novo dia. Mas acredite, por menor que seja o primeiro passo, ao menos você está saindo do lugar. E é por isso que esse post vai ser como um fluxo de pensamento, porque se for parar para pensar muito, não fazemos.

“O melhor momento para plantar uma árvore foi há vinte anos. O segundo melhor momento é agora.” – Provérbio chinês

– MAS, NACLARA! Sempre tem algo mais importante pra ser feito, não posso perder tempo com meus “hobbies”…

Eu duvido, MAS DUVIDO MUITO, que você não perca meia hora (isso pegando leve) do seu dia rolando o facebook, twitter ou instagram. Acho que em meia hora dá pra começar algo, não?

scrollando

Créditos: framasphere.org

Um truque muito legal é de desmembrar suas tarefas grandes e assustadoras em pequenas e idiotas. Não me lembro agora onde vi isso.

Exemplo:

Objetivo final: fazer academia por 1 hora. Metas, da final até a inicial:

1) Fazer 1 hora de exercício

2) Fazer 30 minutos de exercício

3) Fazer 15 minutos de exercício

4) Ir até a porta da academia com a roupa de ginástica

5) Só colocar a roupa de ginástica

A opção número 5 parece meio ridícula, né? Pois é, acho que você também vai se sentir assim quando fizer isso e vai acabar indo pra meta número 4, e assim por diante até chegar nas metas reais, que incluem fazer exercício de fato.  E é aí que você começa, aos pouquinhos, de maneira quase indolor e, quando menos esperar, o objetivo de uma hora de exercício vai parecer moleza.

– Tá, mas e o roller derby, entra onde nisso?

Acho que você já sacou. Quantas vezes você deixou de tentar melhorar seu condicionamento porque estava com preguiça de sair do sofá, faltou o treino porque o tempo estava meio fresco (ou era você que estava?) ou se empanturrou de brigadeiro como se não houvesse amanhã (e houve)? E se fosse uma reunião de trabalho e você estivesse com preguiça de sair de casa, ia ligar pro seu chefe ou cliente e dizer que o tempo deu uma esfriada e não ia sair de casa naquelas condições? Se tivesse uma apresentação de negócios no dia seguinte, iria encher a cara no dia anterior JURANDO que a ressaca não ia te dar o hip check da Beyonslay. Pois então me diga, na sua maior sinceridade da vida, porque você faria isso quando se trata dos seus treinos de roller derby e sua saúde?

gotham-beyonslay

Créditos: http://rdjunkies.tumblr.com/

– Aaah, Naclara, você está sendo radical (ok, um pouco)! Se o roller derby me desse dinheiro eu não fazia isso, ia levar a sério…

Então você está me dizendo que o que te dá força, saúde, momentos divertidos, emoção, entre outras mil coisas boas, nada disso compensa o esforço, só dinheiro? Vou ser obrigada a finalizar com a frase de Jim Brown (muitas vezes atribuída a Dalai Lama):

“ Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro esquecem do presente de forma que acabam por não viver nem no presente nem no futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… e morrem como se nunca tivessem vivido.” – Jim Brown

Até a próxima!

denver-whips-do-happen

Créditos: manyhats.tumblr.com

OBS.: Esse foi um post desabafo escrito de madrugada (e corrigido no dia seguinte). Se você se identificou com ele, ficou chateadx, empolgadx, quer pedir conselhos  ou que só bater um papo e trocar receitas de brigadeiros, deixe seu comentário abaixo ou mande um e-mail para naclara[a]pensederby.com.br

 

Share

About Naclara

Naclara joga roller derby desde 2012 e atualmente é diretora de Treinamento e atleta nas Sugar Loathe do Rio de Janeiro. Desde 2015 é atleta da Seleção Brasileira de Roller Derby, tendo jogado na Copa do Mundo de 2018.

12 Comments

  1. Muito bom o texto Ana! Tapa na cara de muita gente, da minha inclusive, um monte de coisa para fazer e fico protelando. Ainda te devo um treino ;-) pode cobrar quando precisar não esqueci :-)
    Parabéns pelo blog!! Sucesso! Já virei fã!
    obs: puxo o saco mesmo rsrsrs

    1. Lídia, vc é linda! Fico toda boba com uma fã assim, que é ídola tb! <3
      Vou te perturbar pra não enrolar! hahaha

      Beijos!

  2. Arrasou, vou ficar de olho tá lindoOoOo… Quando fazemos o que gostamos fica perfeito!

    Parabéns Aninha ♥

    1. Obrigada, Marcia!!! Cadê vc no track do meu lado?

  3. Aimeudeus, explosão de amor aqui <3 Naclara, coisa mais linda esse seu (e de todo o derby world, ne?) espaço. Muito sucesso e inspiração para você. Parabéns!

    1. Nat, obrigada você por toda a ajuda! <3

  4. Sua linda! Agora que vc começou, deslancha :)

    1. Obrigada, Alê! Sempre aí pra me apoiar, muito obrigada mesmo! <3

  5. Obrigada pelas palavras motivadoras! Resumo do post: pra que procrastinar se você pode rollar e ser feliz?
    Tô amando esse blog, sério! Quero mais, quero mais!! *_*

    1. Obrigada pelas palavras, Anna!
      Fica de olho que já já vem mais! ;)

Leave a Comment